Pensamentos Imperfeitos

Fevereiro 28 2009


Foi mais forte que tu. Seguis-te. Partis-te.

Estarás sempre no meu coração. Serei sempre a tua bisneta mais velha.

Não me esquecerei de ti !


(...)


Mal ou bem a vida continua . . .


(...)


Talvez aquilo que escreva aqui não tenha qualquer sentido mas a disposição também não é das melhores . . .


Sabem?

Quando era mais pequenina esperava, naqueles dias que a minha mãe chegava à noite do trabalho, na varanda. . . Esperava pela sua presença em casa.

Essa varanda da nossa antiga casa era aquela que o vento soprava com força, os meus cabelos voavam, ouvia diversos  sons da cidade . . .

inventei um mundo meu . Tive uma amiga imaginária, penso que se chamava Anne, e ela fazia-me companhia nesses momentos, de noite após o jantar. Ela vinha visitar-me, vinha com a rajada de vento . . . E, enquanto esperava, ela fazia-me companhia. . .

Era bom .

 

Mas cresci, deixei de ir à varanda, esqueci-me dela . .

Até ao dia em que a rajada de vento já não a trazia. . .


Tiveram também um amigo imaginário?

(...)

 

P.s: Agora irei responder a todos os comentários que me farão daqui em diante, directamente no local dos comentários. Se quiserem ler a resposta basta irem ao post ! ^^ . Obrigada a todos vocês.

 

publicado por Bolha às 14:05

Fevereiro 27 2009

 

Volta para nós, agarra a minha mão . . .

 

 

 


 

 

Não vás. Não nos abandones agora.

 

Eu sei, faz parte.


(de volta a este mundo depois de umas "férias". Podia escrever aqui um texto a descrever a belíssima paisagem, a diversão até àquele momento. Mas . . .

Há sempre um mas)

 

publicado por Bolha às 13:40

Fevereiro 19 2009


Sim é isso mesmo . Vou para fora, vou mudar de ares . . . Vou visitar novos sítios, vou descer aquela montanha branca sentindo-me livre e com o mundo aos meus pés ! Serra Nevada aqui vou Eu!


Porque adoro o tom branco e puro da neve acabada de cair, adoro olhar para a janela e ver aquela ilustre paisagem, adoro ainda mais sentir o frio que queima a pele e, sentir os pequenos flocos de neve caírem em cima de mim !


Adoro estar lá e sentir-me sem obrigações . . .

Adoro aquela calma nocturna que por lá vagueia .


 

É um mundo frio, gélido, escuro e misterioso que estimula o meu sentido de calma e reflexão, evoca o meu estado profundo de curiosidade e imaginação .

 

Um mundo aparte, um mundo no qual durante uma semana vou conviver .


"Essencialmente tenho medo de falhar e é isso que me impede de avançar, de estar segura de mim."


Afinal quem sou eu neste mar de gente?


Acho que neste período de tempo vou procurar-me a mim mesma, ver-me de dentro e perceber-me . Por vezes o tempo passa tão depressa e tanta coisa acontece que nem temos tempo para pensar no que realmente vivemos .


Agora Chegou a Hora . . .


Vou-me perder na montanha, vou sentir o frio intenso alastrar-se pelo meu corpo, vou sentir-me pequena rodeada de tamanha natureza .

 

Vou rir e fazer rir. Vou estar com os melhores e isso não há dúvidas.


 

I will miss you .



- Sabes? Todos conseguimos fazer isto que faço aqui, expressar aquilo que sentimos, aquilo que por muito que nos pareça sem qualquer sentido, vem de dentro. Prova a ti mesmo que o consegues fazer ! ^^


- Agora a Ana da escrita, que olha para lá da janela e põem-se a escrever sairá do plano durante um tempo, sim vocês vão sentir falta ! Ahah (sabem quem são, Maria Joana e Inês xD )

  

 


Não me abandona de certeza pois não? Obrigada mais uma vez, no meio dos tantos milhões que já lhe disse deve estar fartinha.


 

E sim, eu não duvido, mas nos momentos menos bons necessito de fazer sempre essa pergunta, necessito de saber que uma pessoa realmente gosta de mim.
 

 

É algo em que me apoio, é estar no coração de uma pessoa, nem que seja uma apenas.

É estúpido mas sou assim ! ^^

publicado por Bolha às 22:35

Fevereiro 17 2009


( Era suposto estar como? Sim, vá, expliquem lá? )


 

Numa noite escura, onde reinava já a Lua no seu gigantesco reino, rodeada de estrelas cintilantes, encontrava-se uma menina à varanda. Olhava para cima, como se algo de fantástico se encontrasse para além daquilo que os seus olhos conseguiam ver. Fechava os olhos e desejava intensamente sair dali, não sabia bem para onde, apenas desejava poder viajar por aí. Definia-se cansada, farta de tudo e de todos, mas sem razão. Apenas não era feita para todo aquele mundo que girava à sua volta. Ninguém a entendia, nem ela mesmo, apenas conseguia sentir aquilo que tanto a perturbava. Pensava para si: "Não sou normal!". Conseguia afastar todos os barulhos provenientes dos carros e toda a luz intensa que lhe feria os olhos, ficando numa bolha só sua. Minutos após minutos passavam, e ela ali ao frio, gelavam-lhe os pés, os dedinhos das mãos, tinha dificuldade em respirar . . . Mas era aquele momento em que se entregava a si mesma. Aquele momento era só seu.


Sozinha na noite, olhando para o céu estrelado, desejando não estar ali.


Imaginação, bocadinhos de histórias, bocadinhos de nada que são meus.


.Tenho saudades.

 

Fechei os olhos.

publicado por Bolha às 19:53

Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
Photobucket
mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

16
18
20
21

22
23
24
25
26


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...