Pensamentos Imperfeitos

Maio 21 2009

Não, não quero que contornem a pergunta.

É simples, de que cor ela é?

 

O mundo pode ser interpretado de tantas maneiras.

O modo como vejo é diferente do teu.

São tudo produções dos nossos sentidos.

Atrevo-me a dizer que tudo é demasiado irreal.

Como se, podendo mesmo tocar, não devessemos confiar demasiado.

 

 

Sendo assim, como é que teremos confiança nas simples coisas se a própria realidade apresenta-nos recheada de interrogações e falásias?

 

Toco na suavidade da minha almofada.

Cheiro o perfume da minha pele.

As velas acessas deixam um aroma doce nesta divisão.

Oiço o som de vozes.

A claridade fere-me os olhos.

As pessoas dão-me encontrões.

Sinto o chão nos meus pés.

Até que ponto isto será verdade?

 

 

Páro. Escuto. Olho. Deixem-me embrenhar nos meus sonhos e dúvidas. Deixem-me embranhar na minha melancolia e na minha exaltação repentina. Deixem-me. Deixem-me crescer e provar a mim mesma que não sou assim tão má.

 

Têm duas escolhas ao cruzarem o meu caminho,

Continuam no vosso e não fazem caso ou

Partilham comigo parte das minhas vivências, aprenderei com vocês, sem dúvida, e nunca vos colocarei de parte.

 

 

Um novo ano a acabar (depressa, finaliza!).

Uma nova etapa a começar.

Tempo para respirar? Inspirei profundamente, tenho mesmo assim medo porque vejo que tudo é demasiado grande para mim mas . . .

 

 

Não posso ser picuinhas, nada me vai derrubar, abalar até pode, mas nunca deixar-me cair. O mundo fora daqui é outro mundo, o mundo fora daqui é cruel e enorme aos nossos olhos.

Força psicológica e acima de tudo, Confiança em Nós Mesmos!

 

 

 

 

Vem, não tenhas medo. Dá-me a tua mão, caminharemos juntas Ana.

publicado por Bolha às 21:14

Maio 20 2009

 

Eu até posso ter uma opinião insignificante, podem achar o que quiserem de mim e do que faço. Podem criticar-me, pôr-me de lado ou fazer má cara. Podem julgar, espezinhar, mandar-me à parede. Podem fazer isso tudo. Podem odiar-me mas, eu acho que o mais importante é seguirmos os nossos sonhos e gostarmos de nós mesmos. Vá continuem, batam-me, insultem-me. Mudarei? Não, peço imensas desculpas!

 

 

Sim, façam isso, ignorem-me como se não existisse ou tivesse feito mal a alguém. Porque não o fazer? Continuem, desistem assim tão facilmente? Vá, tentem estragar o meu mundo como o vosso já está. Entrem nele e matem-me aos poucos, pode ser que funcione. Façam-me reduzir à minha insignificância, façam-me crer que não valo nada, ponham-me no chão. Sou miserável, vocês sabem disso. Então? Vá força. Vocês sabem o que sou, destruam-me.

 

É só mais esta vez, juro que será desta.

 

Eu não sou forte nem resistente. Sou fraca como todos. Pensam que, lá por ter sempre aquela palavra chave no momento certo consigo ultrapassar mais depressa? Se tocarem no ponto fraco, do qual é fácil chegar, sou a primeira a cair. Escrevo coisas bonitas e digo coisas das quais gostam de ouvir mas, cá dentro... Há muito que retocar, muito para colar. Um ser partido, cacos para recuperar.

 

Cansada.

Vá Ana, é só mais um pouco.

 

 

 

 

 

 

 

Aguenta.

publicado por Bolha às 08:35

Maio 17 2009

 

 

"

Estás ai. Pára. Deixa-me ir ter contigo.


Entregas-me a tua mão como se fosse a tua grande preciosidade, tocas-me com a tua pele suave. Um cheiro agradável paira no ar. Percorres cuidadosamente as expressões da minha cara, olhas fixamente para os meus olhos e dizes-me: "Sabes? Vejo um mundo dentro de ti.". Arrepio-me, está frio, o vento sopra com força mas esqueço tudo isto porque, estás aqui. Encaracolas os meus cabelos como eu faço a mim mesma, formando saca rolhas. Olhas mais uma vez para mim e sinto que depositas confiança, sinto a força do teu olhar. Tu não sabes, não o digo, mas receio entregar-me, receio deixar-me ir nas tuas palavras e nos teus gestos. Talvez receio de fantasiar e de sonhar.


Envolves-me nos teus braços, com força, como se tivesses medo que eu fugisse. Tenho a cabeça no teu peito, oiço o teu coração. "Não pares!", penso eu inconscientemente. Assim ficamos nós, à beira-mar. Sinto a água gelada molhar-me o pés, ora vem ora recua.


De momento afasto-me um pouco de ti . . . Olho, talvez com uma expressão mais confiante, toco-te do mesmo modo como me tocas-te, suavemente descubro as rugas de expressão da tua face, sinto os teus lábios e os teus olhos fechados. Descubro a óptima sensação do que é o contacto da tua pele com a minha. Mais uma vez abraças-me, beijas-me ao de leve a cabeça e sussuras ao meu ouvido: "Obrigada. Amo-te."

"


Inspirações momentaneas.


Maio 16 2009


Existem coisas que devemos guardar na nossa memória, momentos especiais. Devemos guardar tudo desde o antes e o depois. Devemos guardar todos os pequenos sentimentos, toda a alegria e todos os segundos. Devemos guardar o trabalho, devemos guardar a amizade e o orgulho, devemos guardar o "Somos e Fomos Capazes!". Devemos dizê-lo sem medo: "Somos umas máquinas, somos as melhores!".


 

Ontem tivemos a nossa última apresentação, fizemos talvez aquilo que seria impensável no inicio do ano. Mostrámos todo o nosso trabalho, tivemos dores de barriga, tivemos medo e receio de falarmos diante daquele publico e auditório. Mas viram? Fizemo-lo e muito bem até.


Tenho pena que esteja a chegar ao fim.

Aprendi imenso com vocês, com todo o trabalho.

Cresci ao longo de todo este ano.

De facto, são o meu maior orgulho e tudo o que fizemos é extraordinário nem tenho palavras para descrever.


Obrigada Inês, Sónia e Joana. Obrigada pelos sorrisos e pela vossa dedicação.

Ontem? Podem crer que arrasámos ! ^^

Na memória sempre.



Porque é bom termos estas coisas na vida, trabalhos, acções, projectos que nos dêem orgulho e que nos mostrem que somos capazes de muito.


Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
15

18
19
23

25
27
29
30

31


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...