Pensamentos Imperfeitos

Junho 07 2009

 

As saudades apertam quando tudo parece ter chegado ao fim não é?

 

 

Já tive o meu baile de finalistas, fui finalista. Dancei, cantei, dei voltas e voltas na pista de dança. Ri e chorei lágrimas de saudade antecipadas, tive uma noite incrível, carregada de sentimentos, olhares e momentos únicos. Observei de fora, todas as pessoas que tinha a meu lado naquele momento e que estiveram presentes na minha vida durante todos estes anos. Amigos recentes ou de longa data, amigos com quem partilhei risos, choros, vivências únicas, amigos que nos piores momentos estavam lá, grandes amigos para apoiar e dar tudo de mim, amigos para desabafar e gritar, amigos para ir de manhã para a escola e estar horas ao telefone, amigos para escrever as introspecções e reflexões, amigos com quem partilhei uma grande parte da minha vida, amigos para olhar bem fundo do olhar, grandes amigos da minha vida e dos quais nunca irei esquecer. Pessoas extraordinárias, cada uma com um perfil que me completa e me faz falta, aqueles amigos que todos desejariam ter, amigos que nos compreendem e gostam da nossa companhia, amigos que não nos julgam e nos aceitam, amigos simplesmente puros, boas pessoas, aos quais quero proteger de todo o mal que por aí corre.

 

 (sorriam comigo sim?)

 

 

Agora será diferente, agora iremos crescer formar ideais dentro de diferentes contextos, diferenciando-nos uns dos outros. Por muito que digamos que será igual, esse igual não terá o verdadeiro significado. Mas, meus grandes amigos, do meu coração não saiem, vocês e todos os momentos que partilhámos juntos ficarão congelados num grande espacinho dentro de mim.

 

 

Agora é aproveitar este verão, combinar montes de cafés depois, sempre que pudermos!

Resta-me simplesmente agradecer-vos por tudo, desde os mais pequenos gestos até a terem-me mostrado o quanto a vida se torna bonita ao deixarmos crescer as diversas raízes que muitas vezes deixamos de dar importância. Com vocês cresci, cresci bastante, comigo levo um grande livro recheado de aprendizagens provenientes de vocês.

 

 

Irei sorrir, irei sorrir por vocês, irei espalhar toda a energia que me transferiram e mostraram.

 

Com vocês fui Feliz. São os melhores amigos.

 

A eles,

Joana Rosa, Inês de Brito, Susana Domigos, Rita Simão, Telma Filipa, Sónia Costa, Bernardo Salvador, Pedro Monteiro, Miguel Guia, Patrícia Ganhão, Maria Inês, Ana Teresa, Raquel Ceriz.

 

Uma Grande Homenagem.

 

(agora exames com eles e fazer tudo o que programei para as férias ! xD )


Maio 28 2009


Não sei o que me espera nem o que esperam de mim. Uma única coisa eu sei, irei viver feliz, por ti, por mim, por todos nós.

 

Outra coisa eu tenho a certeza, irei alcançar o apogeu da felicidade a cada final de ciclo que irei completar, porque desde que queira tudo é possível.

Um dia terei uma agenda igual à sua, cheinha de coisas para fazer, são orientações de estágios, são consultas, trabalhos e relatórios para entregar para o dia de ontem (que acho fantástico!), são minutos de pausa entre as consultas para "equilibrar", será uma vida de stress de um lado para o outro a fazer exactamente aquilo que desejo fazer, é o chegar ao fim e dizer que "não trocaria por nada a minha profissão!". Eu sei, o mundo lá fora está dificil, mas quem disse que sou fraca ao ponto de desistir? De não conseguir? Eu, sou eu e basta. Irei fazer aquilo que me preencher o coração de modo a atingir o tal apogeu, nem que seja pelo caminho mais dificil. Para mim a vida não tem piada se for pelo mais fácil, afinal que prazer nos dava se tudo fosse alcançado com facilidade? Chegariamos ao fim com um vazio, faltou-nos lutar, cair, esborracharem-nos, atropelarem-nos, darem-nos a mão, aprendermos com os nossos erros...

 

 

Afinal como será o dia de amanhã?

Magnífico. Pode não ser cheio de alegria, pode ser só choros e almas vazias, mas isto significa algo, significa que estamos vivos, que sentimos e que possuímos a capacidade para vivenciar os dois lados.

Somos mais que corpos falantes, que se movimentam e agem de acordo com as horas. Somos seres pensantes, e somos capazes de ser ainda mais que isto. Podemos alcançar a eterna e pura essência de ser como somos, maravilhados com o poder da mente, de navegar pelas suas raizes e contra-curvas.

 

A minha vida não é apenas vivida, eu a cada dia enriqueço e enriqueço, como uma grande amiga me diz "Acho que pensamos demais.". Penso demais mas não me importo; há pessoas que vivem tudo ao limite, vivem o agora sem pensar no futuro, talvez eu seja demasiado consciente mas, não me importo, gosto desta conservação de mim mesma e do meu maravilhoso mundo. Gosto de ter presente o meu objectivo e aquilo que me faz verdadeiramente feliz.

 

Nunca fui de excessos, e não me importo de ser assim.

Olho para tudo e digo a mim mesma: "És demais! "

Vida minha, puxa por mim, vá deixa-me enveredar pelos teus labirintos e pelos teus obstáculos gigantes. De ti não tenho medo, posso ter receio, medo... Não, já me mostra-te do que é que eu preciso de ter medo, o resto é nada, são pequenas coisinhas !

 

 

Míseros grãos, pós de areia que querem colocar-se à frente da nossa vista, meus queridos comigo vão fora !

 

 

Acreditem que, se eu consigo, vocês também. Tal como eu, são demais também, e capazes de moverem montanhas e desertos.

 

Porque tu, eu e nós vivemos como ninguém.


Maio 26 2009


Há dias, tantos dias. Tantos sentimentos experimentamos no decorrer de todas as horas, de todos os tempos passados. Hoje estamos assim, amanhã nem sabemos o que nos espera.


"A quietude e o bem estar afecta-me."


Não consigo parar quieta, simplesmente fazer com que a minha cabecinha pare de vez em quando. É isto para aqui, o outro para ali.

Irritas-me de vez em quando sabias?



O mais importante depois de uma roda viva lá em baixo é levantarmos a cabeça, sozinhos ou com ajuda, não interessa, e continuarmos o nosso caminho. Continuarmos a vivê-lo com a mesma intensidade e seguirmos tudo o que desejamos porque, uma coisa aprendi, se temos esta oportunidade de viver, vamos desperdiçá-la atrás de sonhos que são dos outros? Cada um de nós consegue estar "sozinho", conseguimos aguentarmo-nos a nós mesmos nas piores das alturas, e aí, quando conseguirmos fazer isso, iremos olhar para o nosso lado e verificar que existem perto de nós pessoas simplesmente maravilhosas. Descobri tantas nestes últimos tempos, pessoas mesmo grandes para guardar para sempre no meu coração, cada uma com as suas formas e feitios, que me respeitam e eu respeito-as. Partilhamos alegrias, stresses, sorrisos, birras, más caras ou feitios tortos. Tudo, desde o que é muito bom até ao pior.


Cada um de nós representa uma obra de arte a ser completada e construída ao longo da nossa vida. Há pessoas bonitas, mas mesmo tão bonitas, com tanta coisa para nos ensinar e mostrar, pessoas estas que agarras a sua mão e ela mostra-nos um mundo completamente diferente.


Agarrei imensas mãos, mesmo que as pessoas não notassem, agarrei-me a elas e descobri mundos maravilhosos, recheados de coragem, simplicidade, conflitos, aprendizagens, memórias, força interior, orgulho, compreensão até alegrias para distribuir a quem o visitasse!

 


É fantástico esta forma de ver o mundo repartido em diversos mundinhos.

Sinto-me, humm, como hei-de dizer... Enriquecida?!



"Apesar de todos os maus momentos, dos altos e baixos, das angústias que não têm sentido, chego agora ao fim do ano lectivo e vejo, observo e penso: A felicidade que procurava? Encontrei-a. Vivo alegrias puras e simples do dia-a-dia. Quando se está bem o tempo voa não é? Obrigada por tudo, desde os mais simples gestos e olhares. Recta final, duas semanas e um baú recheado de boas recordações e aprendizagens!"

Estou a ter uma crise de saudades antecipada.

Como ela me diz, vamos aproveitar cada segundo ao máximo.



Inspira. Expira. Vês? Chegas-te lá, ao teu mundo, perfeito à tua maneira. Mudavas? Não, não, é meu, meu e só meu. Brilha comigo, vem, parte, voa, descobre e VIVE !

Modéstia à parte mas...

Orgulhas-me Ana.

Tenho formas e feitios, montes delas, diria até pacotes. Quem não gosta, não interessa.



Agora, deixas-me rir?

Sim Fofinha!

^^

 

 

(imagem)

(Eu sei, comentários, visitas a blogs, mails em atraso ! Sorry, sorry! Lot to work. Amanhã teste intermédio de matemática vejam só ! =S Este fim-de-semana ponho tudo em dia ! =) )


Maio 12 2009

 

Do lado de lá ouço-te chorar.

O meu coração aperta e fico sem ar.


Ok, chorar faz bem mas... Sê forte comigo. Por alguns momentos, por favor.

Perceberam que me magoaram bastante mas não vos quero fragilizar.

Chorei no teu colo e assim durante longos minutos fiquei.

Odeio o facto de terem de trabalhar até tarde.

Odeio o facto de não haver tempo.

Eu sei, é a vida. Mas na mesma odeio.

 



Por vezes sinto dificuldade em ser forte, ultrapassar desafios e obstáculos, não ter a tentação de cair e não me levantar mais se à minha volta reina a fragilidade e a insegurança. Nada é perfeito, eu sei. Tento sair deste ambiente mas não gosto de vos ver chorar. Por vezes torna-se sufocante ou até mesmo angustiante. Mas, vejo isto com um lado positivo...

Afinal trata-se de tornar-me mais forte ainda não é?


Apesar de tudo são os melhores, lutam e lutam afincadamente por todos nós e assim quero-vos ver durante anos e anos.


Dou-vos a atenção e o carinho que merecem, penso que talvez tenham tudo aquilo que desejariam. Não se esqueçam que os melhores momentos vêm depois dos piores, quando aprendemos, vemos a vida de outro angulo.


Amo-vos, do fundo. Lá em baixo, vendo-me berrar e gritar, apagar-me no tempo, a Ana agressiva, os isolamentos, as "más" palavras e factos denunciados. Tudo isto ultrapassámos juntos, sem me abandonarem. Maior prova que são especiais? Não há.

E viram a Ana florescer.



Hoje não foi um bom dia. Doíam-me os olhos ainda de chorar.

Hoje o humor só apareceu depois de todos os "pontos" stressantes terem passado.

Hoje não tive para ninguém, eu sei. Desculpem.

 

(quando poder vou comentar os vossos blogs todinhos ! ^^)

publicado por Bolha às 21:54

Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14

16
18
19
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...