Pensamentos Imperfeitos

Maio 17 2009

 

 

"

Estás ai. Pára. Deixa-me ir ter contigo.


Entregas-me a tua mão como se fosse a tua grande preciosidade, tocas-me com a tua pele suave. Um cheiro agradável paira no ar. Percorres cuidadosamente as expressões da minha cara, olhas fixamente para os meus olhos e dizes-me: "Sabes? Vejo um mundo dentro de ti.". Arrepio-me, está frio, o vento sopra com força mas esqueço tudo isto porque, estás aqui. Encaracolas os meus cabelos como eu faço a mim mesma, formando saca rolhas. Olhas mais uma vez para mim e sinto que depositas confiança, sinto a força do teu olhar. Tu não sabes, não o digo, mas receio entregar-me, receio deixar-me ir nas tuas palavras e nos teus gestos. Talvez receio de fantasiar e de sonhar.


Envolves-me nos teus braços, com força, como se tivesses medo que eu fugisse. Tenho a cabeça no teu peito, oiço o teu coração. "Não pares!", penso eu inconscientemente. Assim ficamos nós, à beira-mar. Sinto a água gelada molhar-me o pés, ora vem ora recua.


De momento afasto-me um pouco de ti . . . Olho, talvez com uma expressão mais confiante, toco-te do mesmo modo como me tocas-te, suavemente descubro as rugas de expressão da tua face, sinto os teus lábios e os teus olhos fechados. Descubro a óptima sensação do que é o contacto da tua pele com a minha. Mais uma vez abraças-me, beijas-me ao de leve a cabeça e sussuras ao meu ouvido: "Obrigada. Amo-te."

"


Inspirações momentaneas.


Abril 03 2009

 

 

E se eu pudesse voar? E se eu pudesse sonhar e encontrar-te? Não quero ouvir um "Logo te ligo" e isso realmente não acontecer, não quero ouvir um "não" por muito que seja cuidadoso, não quero sonhar mais, quero que se torne real . . . Não quero passear, olhar para o lado e desejar receber exactamente de ti esse abraço. Não quero nesse momento desejar mas sim, puder telefonar-te para me poderes dá-lo à tua maneira. Quero acordar e, olhando para o telefone, perceber que já mandas-te uma mensagem desejando-me um "Bom dia". Quero sair de casa com um grande sorriso porque sei que existes e, que após um intenso dia de trabalho vou estar contigo. Quero sorrir, dar gargalhadas, chatear-me e chorar contigo . Quero mostrar-te um pouco de mim, se não te importares, gostava de partilhar a minha vida contigo.

 

Quero poder andar com a cabeça nas nuvens, quero que me tires um pouco desta focagem da realidade em que me encontro. Gostava de ser tua, gostava que me olhasses daquela maneira, que os teus olhos brilhassem como se tivessem encontrado um tesouro.

Gostava que me tocasses, gostava de sentir-te. Queria ter aqueles olhos brilhantes e o sorriso característico de quem está apaixonada.

 

Quero que me abraces.

 

Sim, acho que agora digo que preciso de ti!

 

 

Ponto Final.

publicado por Bolha às 12:08

Março 05 2009

 

 

 

Deixem-me Viver !

 

 

 

 

 

 

Minha companeira de brincadeiras e carinhos. É ela, a minha cadelinha.

Gosto e muito. ^^


Precisa de ir à tosquia! =P

 

publicado por Bolha às 23:02

Março 02 2009

 

Apaixonei-me por ti desde o dia que me apercebi que existias . . . Apaixonei-me pelo teu olhar e pelo teu sorriso. Pela maneira como falavas e me fazias sentir. Apaixonei-me pela tua vivacidade e ternura. Apaixonei-me pela tua maneira de ser, por fazeres-me sempre rir . . . Adorei a tua filosofia de vida, tudo é possível . . . Fizeste-me acreditar . . . Acreditar que podemos estar lá bem fundo mas, olhando para cima existe sempre uma saída . . . Fizeste-me voltar aos tempos de miúda, com aquelas borboletas na barriga, com aquelas palavras que saiem a medo. Fizeste-me sonhar dias a fios, supreendeste-me quando o telefone tocava ou quando estavas lá em baixo, à espera de me levar a passear, a ver o mundo à tua maneira .

 

Apaixonei-me por ti sem me dar conta, levaste-me como o vento transporta as folhas . Sem me aperceber estava nos teus braços, protegias-me, beijavas-me carinhosamente na testa .

 

Sem me aperceber mostravas o que sentias . . .

 

Foram os melhores momentos, esses, quando me levavas pelo nevoeiro, por caminhos desconhecidos e fazias com que descobrisse uma terra de fantasias e sonhos . . . Quando percorriamos a praia ao fim da tarde e mergulhavamos no mar deserto .

 

Ouviste-me mil e uma vezes, ouvi-te outras tantas . Tu compreendías-me . E contigo estava segura .

 

Pertencia-te? Pertencias-me?

Ninguém pertecence a ninguém .

 

Não te espero montado num cavalo branco, que me salves ou me tires daqui . Quero simplesmente que venhas com o teu jeito de ser, que fiques a meu lado . . . Percebes?

 


Texto inventado, puramente imaginado.


O Sol Tem De Continuar a Iluminar.

 

Adorei o meu dia hoje. Finalmente de volta.

publicado por Bolha às 18:27

Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
Photobucket
mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14

16
18
19
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...