Pensamentos Imperfeitos

Julho 10 2009


Fico assim, não por ti, nem por ninguém, fico assim por mim. Não sei o que é que está errado ou o que não bate certo só sei que sinto desconforto, que dói e poucos entendem. Não culpo, cada um sabe de si, mas irrita-me, irrita-me tudo. Irrita-me talvez os "rituais" e os "apagamentos", irrita-me sentir intensamente os altos e baixos e saber que virão mais ou que, os baixos se prolongam mas escondidos, só a darem-me cócegas para não me esquecer deles. Ver as pessoas ultrapassarem o rio e eu ser muito lentinha. Impaciente eu sei, eu só desejaria que tudo terminasse bem rápido, que o tempo corresse à velocidade da luz.



Não há nada, não sinto rigorosamente nada a não ser este ser estranho. Só sei que tenho medo, sou estúpida, estou cansada e apetece-me gritar bem alto, descontrolar-me completamente e levarem-me daqui, para um cubículo bem fechadinho.


"A verdade é que não vale apena."


Agarra a minha mão e sossega-me, diz-me ao ouvido que tudo irá passar novamente.


Acredita em mim como? E se volta tudo ao mesmo? Eu não sei onde está aquilo que me torna especial. Apoia-me, está lá com um cartaz mas... E se eu continuar a caminhar sem rumo, se no fundo não fizer sentido?

(não se esqueça de mim)


Fez-me bem partilhar e ouvir, fez-me bem ouvir-te como se me ouvisse a mim. Não sabes o quanto me fez bem, obrigada. O mundo é pequeno e, ainda bem!

 

 

Finalmente em casa, no meu espaço. Meus meninos cada dia gosto mais de vocês.


Julho 05 2009

 

Parece que volta tudo atrás, parece que todos os passos que dei em frente não foram nenhuns. Há momentos que parece que recuei e voltei à mesma, existem mesmo aqueles que me deixam sem qualquer tipo de motivação e me fazem acreditar que nem vale apena tentar mais uma vez. Sim podem dizer que sou melancólica, virada para mim, demasiado introspectiva. Digam tudo o que quiserem, já nem me interessa. É verdade, não estou sempre sorridente e nem sempre a vida me corre bem, nem sempre é como eu queria que fosse. Sim também gostaria de estar "boa" de um dia para o outro, que fosse imensamente fácil, fosse apenas uma poça para passar, mas não. Até podia fazer como muitos, simplesmente sorrir quando não lhes apetece e esconder de tudo e de todos. Já fui assim, não aprendi nada, só sei que nos deixa pior. Portanto sou assim, não sou menina popular que adora sair de casa a toda a hora e a todo o instante, tenho fases e alturas, tenho momentos, sei quando não vale apena estar com alguém e quando vale. Sei que tenho de respeitar os momentos que o meu corpo pede sossego, não sei se será para sempre, mas neste momento sou assim. Sei quando consigo sorrir de vontade e sei que quando não há sorrisos esboçados do meus lábios fico transparente, impaciente para mim mesma, corruo por dentro e não falo, não há nada para dizer, nessas alturas é mesmo "Deixem-me ir para casa!". Se sou anormal? Epá, acho que não, gosto do meu espaço, tenho de ter momentos só meus por muito maus que possam ser, tenho de aprender. Se com isto tudo afasto as pessoas? Quem compreende e respeita, não me julga, meu amigo é. Como um dia um amigo meu me disse, "Só faz falta quem está!". Enfim, quem sabe, sabe, quem não, pois fica à margem.

 



Hoje, agora talvez, precisasse de estares a meu lado como estavas, de olhares para mim, como naquele dia, vires as lágrimas escorrer e apenas dares-me o ombro. Nada mais, nem ai nem ui, sabes que não há rigorosamente nada a dizer. Enfim...


Se estou bem? Acho que sim, há sempre qualquer coisa, não sei bem o quê, um peso de um lado.

 

 

(um destes dias pode ser que me dê uma pancada para escrever algo completamente estúpido!)


Junho 26 2009

 

Não sei se são insónias ou o terror à flor da pele, não sei se devo pensar nesses pensamentos ou tentá-los afugentar como normalmente faço. Não sei se dói ou continua a derramar lágrimas, não sei o que é, um misto talvez?

Pois, às vezes vem esta nostalgia, melancolia talvez. Vem e recai sobre mim como se uma capa preta se tratasse. Sim, odeio por vezes todos estes pensamentos positivos que transporto para aqui e para o meu dia-a-dia, odeio na pessoa que me transformei e odeio a pessoa que era, por vezes sim odeio tudo. Desde à natureza ao resto das pessoas, desde o conceito fabuloso de viver, ao contacto com os outros e novas experiências. Por vezes volta a "Ana", e começo a ver o mundo à sua maneira. Não tem piada, nada mexe ou transporta alegria, são apenas conjuntos mal feitos por alguém que ninguém sabe, é lixo pisado, torturado e mal reciclado. O que a move? O nada, o fim, a questão intermitente de "O que é que estas pessoas fazem todas aqui? Burras, não vêm ridicularmente nada!". Não quero falar ou desabafar, deixem-me, deixem-me estar com o meus botões e lamúrias idiotas e sem sentido, pode ser que volte, que volte o ciclo, aquele, infindável e difícil de passar. Eu, agora, penso muitas vezes que sou alguém mas, estou errada, movo-me assim porque se não me mover como é? Não sou nada e nada faço, sou inútil aos olhos dos outros e toda a filosofia de merda que me segue é apenas isso, merda pura e crua! Desculpem o termo, deculpem eu ser toda positiva e tal, desculpem eu sorrir e ver coisas bonitas, vejo mal? Pois, já não sei se foi uma forma de me defender da verdade. Odeio, odeio tudo.

 

Não e eu não choro, não choro porque a Ana é feliz, a Ana consegue tudo, a Ana é forte e rege ventos fortíssimos e abre um caminho ao longo do mar.

Mentira.

Sim, sinto-me agora cansada com falta de forças, não foi culpa de ninguém apenas sou eu, eu sou o problema sério da minha rotina, da minha existência. Eu não devia ser assim ou pensar como penso. Não devia, devia conseguir partilhar isto, a beleza de viver, com quem precisa e não consigo. Devia estar como muitas pessoas, com falta de esperança nisto, na merda de mundo, sociedade em que vivemos. Devia de ser tão mas tão negativa. Devia não acreditar em mim, nem um pouco de confiança. Sim Ana, porque um dia vais cair, chapa no châo.

Sim, porque no fundo ainda está lá o bichinho: "Isto é uma porcaria!"

Cansei-me, quase desisti... Então Ana és forte ou não? Pois, parece que já sei a resposta!

(desabafo, um grande desabafo, pensamentos, palavras que não saem da minha cabeça. Desculpem!)

Isto passa, como tudo, simplesmente passa e vai.

 


Dezembro 17 2008

 

Olá, que saudades que eu tinha. De dizer apenas aqui, neste espaço, alguma coisa ! ^^'

 

Tem sido fantástico, este movimento citadino, as pessoas de um lado para o outro, o ritmo !

 

Mas também tem coisas não muito boas . . . A cidade é escura, fria e os checos não sabem rir ! Enfim . . . Eles precisam é de umas liçõezitas ! xD

 

 

As vezes sinto falta de desabafar . . .

Por  vezes não vos parece que o tempo corre depressa demais? Querem que o tempo pare, ou não sabem qual a razão para continuarem a andar?

Tenho-me sentido tão cansada nestes dias, não parece meu e isto de facto irrita-me.

Sabem aquela vozinha interior que está constantemente dizendo: "Vá não desanimes". É esta que não posso perder. Afinal todos os dias, todos os momentos, todos os segundos não podem ser sempre bons não é?

 

 Volto para o meu rico Algarve na Sexta !

 

(não está nada de jeito ! =p . Logo inspiro-me. Just to say something!)

 

Estes dias têm sido mudanças repentinas de humor e (des)preocupações. Ou estou off ou on, ou tenho paciência ou nem quero saber, ou tenho alta energia ou estou de rasto, ou entro em pânico ou simplesmente estou na minha, ou quero ir-me embora ou desejo ficar! Sabem? Eu não sei estar de férias, não sei estar sem fazer nenhum! xD É dificil habituar-me! Normal? Acho que não . . . =P

 

 P.s.: Eu vou comentar o mais rapidamente todos os blogs ! Desculpem a sério! =S

 

publicado por Bolha às 13:48

Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
Photobucket
mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14

16
18
19
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...