Pensamentos Imperfeitos

Maio 17 2009

 

 

"

Estás ai. Pára. Deixa-me ir ter contigo.


Entregas-me a tua mão como se fosse a tua grande preciosidade, tocas-me com a tua pele suave. Um cheiro agradável paira no ar. Percorres cuidadosamente as expressões da minha cara, olhas fixamente para os meus olhos e dizes-me: "Sabes? Vejo um mundo dentro de ti.". Arrepio-me, está frio, o vento sopra com força mas esqueço tudo isto porque, estás aqui. Encaracolas os meus cabelos como eu faço a mim mesma, formando saca rolhas. Olhas mais uma vez para mim e sinto que depositas confiança, sinto a força do teu olhar. Tu não sabes, não o digo, mas receio entregar-me, receio deixar-me ir nas tuas palavras e nos teus gestos. Talvez receio de fantasiar e de sonhar.


Envolves-me nos teus braços, com força, como se tivesses medo que eu fugisse. Tenho a cabeça no teu peito, oiço o teu coração. "Não pares!", penso eu inconscientemente. Assim ficamos nós, à beira-mar. Sinto a água gelada molhar-me o pés, ora vem ora recua.


De momento afasto-me um pouco de ti . . . Olho, talvez com uma expressão mais confiante, toco-te do mesmo modo como me tocas-te, suavemente descubro as rugas de expressão da tua face, sinto os teus lábios e os teus olhos fechados. Descubro a óptima sensação do que é o contacto da tua pele com a minha. Mais uma vez abraças-me, beijas-me ao de leve a cabeça e sussuras ao meu ouvido: "Obrigada. Amo-te."

"


Inspirações momentaneas.


Março 02 2009

 

Apaixonei-me por ti desde o dia que me apercebi que existias . . . Apaixonei-me pelo teu olhar e pelo teu sorriso. Pela maneira como falavas e me fazias sentir. Apaixonei-me pela tua vivacidade e ternura. Apaixonei-me pela tua maneira de ser, por fazeres-me sempre rir . . . Adorei a tua filosofia de vida, tudo é possível . . . Fizeste-me acreditar . . . Acreditar que podemos estar lá bem fundo mas, olhando para cima existe sempre uma saída . . . Fizeste-me voltar aos tempos de miúda, com aquelas borboletas na barriga, com aquelas palavras que saiem a medo. Fizeste-me sonhar dias a fios, supreendeste-me quando o telefone tocava ou quando estavas lá em baixo, à espera de me levar a passear, a ver o mundo à tua maneira .

 

Apaixonei-me por ti sem me dar conta, levaste-me como o vento transporta as folhas . Sem me aperceber estava nos teus braços, protegias-me, beijavas-me carinhosamente na testa .

 

Sem me aperceber mostravas o que sentias . . .

 

Foram os melhores momentos, esses, quando me levavas pelo nevoeiro, por caminhos desconhecidos e fazias com que descobrisse uma terra de fantasias e sonhos . . . Quando percorriamos a praia ao fim da tarde e mergulhavamos no mar deserto .

 

Ouviste-me mil e uma vezes, ouvi-te outras tantas . Tu compreendías-me . E contigo estava segura .

 

Pertencia-te? Pertencias-me?

Ninguém pertecence a ninguém .

 

Não te espero montado num cavalo branco, que me salves ou me tires daqui . Quero simplesmente que venhas com o teu jeito de ser, que fiques a meu lado . . . Percebes?

 


Texto inventado, puramente imaginado.


O Sol Tem De Continuar a Iluminar.

 

Adorei o meu dia hoje. Finalmente de volta.

publicado por Bolha às 18:27

Fevereiro 28 2009


Foi mais forte que tu. Seguis-te. Partis-te.

Estarás sempre no meu coração. Serei sempre a tua bisneta mais velha.

Não me esquecerei de ti !


(...)


Mal ou bem a vida continua . . .


(...)


Talvez aquilo que escreva aqui não tenha qualquer sentido mas a disposição também não é das melhores . . .


Sabem?

Quando era mais pequenina esperava, naqueles dias que a minha mãe chegava à noite do trabalho, na varanda. . . Esperava pela sua presença em casa.

Essa varanda da nossa antiga casa era aquela que o vento soprava com força, os meus cabelos voavam, ouvia diversos  sons da cidade . . .

inventei um mundo meu . Tive uma amiga imaginária, penso que se chamava Anne, e ela fazia-me companhia nesses momentos, de noite após o jantar. Ela vinha visitar-me, vinha com a rajada de vento . . . E, enquanto esperava, ela fazia-me companhia. . .

Era bom .

 

Mas cresci, deixei de ir à varanda, esqueci-me dela . .

Até ao dia em que a rajada de vento já não a trazia. . .


Tiveram também um amigo imaginário?

(...)

 

P.s: Agora irei responder a todos os comentários que me farão daqui em diante, directamente no local dos comentários. Se quiserem ler a resposta basta irem ao post ! ^^ . Obrigada a todos vocês.

 

publicado por Bolha às 14:05

Fevereiro 17 2009


( Era suposto estar como? Sim, vá, expliquem lá? )


 

Numa noite escura, onde reinava já a Lua no seu gigantesco reino, rodeada de estrelas cintilantes, encontrava-se uma menina à varanda. Olhava para cima, como se algo de fantástico se encontrasse para além daquilo que os seus olhos conseguiam ver. Fechava os olhos e desejava intensamente sair dali, não sabia bem para onde, apenas desejava poder viajar por aí. Definia-se cansada, farta de tudo e de todos, mas sem razão. Apenas não era feita para todo aquele mundo que girava à sua volta. Ninguém a entendia, nem ela mesmo, apenas conseguia sentir aquilo que tanto a perturbava. Pensava para si: "Não sou normal!". Conseguia afastar todos os barulhos provenientes dos carros e toda a luz intensa que lhe feria os olhos, ficando numa bolha só sua. Minutos após minutos passavam, e ela ali ao frio, gelavam-lhe os pés, os dedinhos das mãos, tinha dificuldade em respirar . . . Mas era aquele momento em que se entregava a si mesma. Aquele momento era só seu.


Sozinha na noite, olhando para o céu estrelado, desejando não estar ali.


Imaginação, bocadinhos de histórias, bocadinhos de nada que são meus.


.Tenho saudades.

 

Fechei os olhos.

publicado por Bolha às 19:53

Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
Photobucket
mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14

16
18
19
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...