Pensamentos Imperfeitos

Julho 02 2009

 

Jogos de dança e de luz, experiências marcantes, pessoas sem igual. Volta e volta, porque o teu tempo chegou, solta-te, não receies, não receies de seres tu. Basta um gesto, um simples gesto e transformas o mundo, transformas-o num bonito jardim recheado de cores e cheiros distinguíveis à distancia. O quanto um sorriso transforma, o quanto as crianças nos ensinam, o quanto elas nos fazem pensar. No nosso próprio mundo, este mundo que é diferente delas. . .

 

Uma menina chamou-me a atenção, de olhar fixo no horizonte, recolhida em si sem qualquer contacto com o exterior. Menina amável, muito simpática quando nos dirigíamos a ela, um pouco receosa mas sempre que recorríamos à sua atenção ela dava o máximo que conseguia. Ao lado de um irmão protector, responsável talvez em demasia para a sua idade, caminhava segura, dava-lhe a mão. Um amor sem igual, impressionante e muito bonito de ser ver, a sua cumplicidade. Através de expressões faciais e de alguns barulhos que não conseguíamos distinguir percebíamos um pouco como ela se estava a sentir. Na altura em que o mundo e a brincadeira que se desenrolava pareceu-lhe angustiante e até terrifica para ela, chorou, chorou fortemente, recolhida nos seus braços, recolhida no seu mundo. O irmão abraçou-a, deu-lhe a máxima atenção, puxou-a e percebeu que a sua pequena irmã queria dar uma volta, longe dos outros, e assim foi, dando a mão à sua irmãzinha, à sua pequena irmã que, para ele tornara-se a sua maior preciosidade e responsabilidade. Não foi só esta menina magnífica que me fez curiosa e extremamente realizada no final do dia estafante de trabalho, foram todos eles, o menino das bochechas, que estava sempre em posição de buda, agarrado á sua pá, aprendeu nesse dia que era um sapo, ria-se tanto, mas de uma forma pura e contagiante, meu pequenino, deste-me uma grande alegria quando me deste a tua pequena mão rechonchuda. Depois foram outros, a menina que eu teimava a chamar pelo nome ao contrário e que me deu uma valente dentada no pé, xD, e um chapadão no olho, mas ela tão amorosa a pedir desculpa. Brincava comigo na água, ela, tal e qual como todos eles, adora a água e eu ensinei-lhe como nadavam os golfinhos e os sapos, já que ela só sabia como nadava o tubarão. Uma outra rapariga já grande, com corpo de pequena, mas com uma idade mental próxima da minha, fantástica ! Estou à espera que ela me ensine a dançar.

 

Tantas coisas experimentadas num só dia, tantas emoções e alegrias. Adorei e estou ansiosa para que chegue um novo dia! Tive pena de não os acompanhar hoje, tenho saudades vossas ! É impressionante! Contagiaram-me.

 

 

Pequenos que me fizeram sentir realizada.

Muito obrigada a vocês pequerruchos.

 

(vocês sabem, quando tiver algum tempinho livre respondo aos mails sim? Desculpem, mas também quero escrever como deve ser não é?! ^^)

 


Abril 14 2009

 

 

Para uma Grande Amiga,

 

"

Acredita que fiquei muito feliz. Acredita que fizeste-me sorrir.

 

Estás a entender? O importante na vida de cada um de nós é encontrarmos o nosso caminho, o rumo que nos orienta. Termos uma luz para alcançar. Não é darmos tanta importância a coisas que não merecem tanto, não ter roupa nova, invejando a do lado, não ter tido num determinado teste uma determinada nota, gastarmo-nos com dietas do género "Hoje já não como mais nada!", com angústias por não termos isto e aquilo (por exemplo um namorado) . . . Quando alcanças um determinado grau de realização é quando estas e outras coisas negativas na tua vida deixam de ter grande impacto dentro de ti, é quando vês sempre algo de positivo, quando tentas ultrapassar mas serenamente, sem grandes pressas porque a vida é grande.

 

É quando alcanças um determinado nível, em que dás importância ao enriquecimento mental, sentires-te livre de ideias e pensamentos.

Podemos não fugir para o Alaska, mas dentro de ti, em todos os momentos do dia, fazendo isto ou aquilo, podes fugir para onde queiras . . . Juro que é possível. Podes andar no meio da rua e saíres de lá, criando um mundo teu, em que plantas sementes de cultura dentro de ti. Sentes-te enriquecida, sentes que estás a puxar por ti, tentas superar-te a ti mesma.

 

Sentes que não és fútil. Sentes o mundo vibrar e tu? Consegues senti-lo.

Sentes-te bem. É admirares por não teres a tal "quietude insolente" característica de tantos humanos. É todos os dias dares um pouco de ti, para que no dia seguinte olhes para dentro e digas: "Tenho tanto valor!". Reconheceres isso e apoiares a pessoa que está dentro de ti, para ultrapassar todos os dias, um a um.

 

"(...) Existiram alegrias demasiado intensas para serem descritas por palavras, e desgostos sobre os quais não me atrevo a pensar; e com estes no pensamento digo: escala se o desejas, mas lembra-te de que a coragem e a força não são nada sem a prudência e que uma breve negligência pode destruir a felicidade de toda uma vida. Não faças nada a correr; observa bem cada passo; e, desde o ínicio, pensa no que poderá ser o final." em Into the Wild

 

As soluções não passam por tentativas de suícidio, cortes profundos nos pulsos, sofrimentos desesperados, segredos guardados, comer compulsivamente e vomitar ou mesmo deixar de comer, fecharmos o nosso mundo deixando de ter esperança nele ou desistir. Não! Não é isto. A solução é apenas investires em ti, tudo o resto? São caminhos que te desviam do teu rumo, que te massacram. Podes aprender com eles mas nunca viver deles. Quando chegares a este ponto, acredita, sorris na rua sozinha, olhas para o sol e fechas os teus olhos, queres ultrapassar mais e mais obstáculos mesmo sendo para sofrer porque estás segura de ti.

 

Obrigada Ana? Não, obrigada eu por partilhares comigo as tuas ideias, que tiveram um grande significado. Tem o desejo de alcançar, tem o desejo de te expandires Inês. Tu és capaz.

Obrigada eu por estares a meu lado, obrigada eu pelos teus "Eu estou aqui." e estares mesmo lá. Obrigada por depositares confiança numa pessoa que só conheces à menos de um ano. Foste, és e continuarás a ser muito importante. Sim porque és a minha companheira da psicologia. Lembra-te do nosso consultório ! =)

 

Sozinha? Não tenhas medo, eu vou para a mesma cidade que tu, que venha as "algarviadas" com a Ritinha, os telefonemas do género "Onde estás Inês?" . . Sempre que precisares de uma amiga, sempre que sentires falta de uma amiga como eu, sabes que não te fecho nunca a porta.

 

Agora sou eu que digo, Obrigada Nês.

"

 

 

Isto depois de um dia excelente de aulas. O que me alegra é poder ver este sentimento nas pessoas, de quererem ser mais do que aquilo que são e do que é suposto serem. É ver o investimento que elas fazem, é ver o crescimento, é observar isto tudo e partilhar com elas.

 

Risos e Alegrias.

 

(isto são os meros momentos em que saiem textos assim, complicados de dizer oralmente mas que têm uma necessidade imensa de sairem para fora. Minhas ideias. Meu modo de ver as coisas e de conduzir-me na vida.)

 

Nunca Desistam de Vocês. Nunca.


Um pequeno canto, sabes aquele sitio ? Como é que explico . . . A tua pequena bolha que te separa do mundo na qual pensas, reflectes, sais de ti . . . Voas ! Quando te sentes verdadeiramente livre.
Photobucket
mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14

16
18
19
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


comentários recentes
tenho muito orgulho em ti <3
Adoro ler o que escreves, vai custar um pouco não ...
Olá mais uma vez, não tenho vindo aqui à tua bolha...
nao acredito ;(fg nem acredito k vou deixar de aco...
http://asnossaspalavrasperdidas.blogs.sapo.pt/Visi...
Será um dia melhor de certeza. =)
Oláá :D Venho só informar-te do meu novo blog : ht...
há vidas tristes.
Equilíbrio é fundamental para a nossa caminhada na...
Oláaa* Minha QuerIda Bolhinha* =)Ontem adormeci co...